PROC.ENG.SIS.824/2024 - Como importar áreas de interesse através de um arquivo KML?

Modificado em Fri, 15 Mar 2024 na (o) 03:24 PM

A criação de áreas de interesse no método convencional pode não ser muito ágil quando existem diversas cercas que necessitam ser criadas, uma vez que é necessário criar cada uma delas manualmente. Desta maneira, o sistema Triyax compreende a ferramenta de importação de áreas de interesse através de um arquivo KML. 

Essa ferramenta agrega várias vantagens das quais podem ser citadas:

  • Com a importação de arquivos KML, os usuários podem definir áreas de interesse de forma muito precisa e específica. 

  • Possibilidade de criar áreas de interesse em massa ou em áreas complexas. 

  • Economia de tempo e esforço, uma vez que o usuário pode desenhar  importar um arquivo KML que descreve a área desejada de uma fonte externa ao invés de desenhar manualmente cada limite da área de interesse.

  • Possibilidade de criar suas áreas de interesse em uma interface conhecida, como o Google Earth por exemplo, e, em seguida, importá-las facilmente para o sistema Triyax, garantindo consistência e precisão nos dados.

  • Permitir que os usuários atendam a requisitos específicos de suas operações, como o uso de áreas pré-definidas para fins de monitoramento, controle de acesso ou delimitação de zonas específicas. 

Para realizar a importação de um arquivo KML, o usuário deve seguir os seguintes passos:

  1.  Clicar em “Áreas de Interesse” na aba de “Gestão de Campo”. 


  1. Ao acessar a ferramenta, será apresentada uma tabela com todas as áreas cadastrados da conta em questão. Nesta tela, usuário deve clicar sobre o símbolo de editar ():



Ao clicar, uma janela será aberta com o título “Importação via arquivo KML”. Esta tela é composta por um botão chamado “Download do modelo (.kml)” com um arquivo KML com duas regiões de exemplo de como as áreas de interesse devem ser criadas.


Segue as regras que devem ser seguidas:

  • O uso exclusivo de coordenadas em vez de caminhos e pontos de interesse.

  • Os polígonos precisam seguir algumas regras específicas, como ter um nome e um número mínimo e máximo de coordenadas (3 e 1000, respectivamente).


Segue um exemplo de área criada utilizando o Google Earth:


  1. Com o arquivo KML criado, é necessário realizar a importação pelo sistema. Para isso é necessário clicar no símbolo  de “Selecione um arquivo”.

Neste ponto, será aberto o diretório padrão onde o usuário deverá procurar pelo arquivo que deseja importar. 

Ao selecionar o arquivo, clique em “Abrir”.

  1. Caso as áreas respeitem as orientações passadas, elas serão listadas em forma de uma tabela, com os nomes atribuídos à elas em seu processo de criação.

Nesta etapa é permitido que o usuário modifique o nome das áreas caso seja de interesse dele. 

  1. Por fim, basta clicar em “Salvar”.


Todas as áreas de interesse importadas via KML irão ser criadas com a seguinte configuração:

Caso tenha necessidade, o usuário poderá modificar essas configurações conforme necessidade e clicando em “Salvar”. Além disso, o usuário deverá realizar a associação com os veículos para que os alertas sejam gerados como o esperado. 

Este artigo foi útil?

Que bom!

Obrigado pelo seu feedback

Desculpe! Não conseguimos ajudar você

Obrigado pelo seu feedback

Deixe-nos saber como podemos melhorar este artigo!

Selecione pelo menos um dos motivos
A verificação do CAPTCHA é obrigatória.

Feedback enviado

Agradecemos seu esforço e tentaremos corrigir o artigo