PROC.ENG.HAR.023/2024 - Configuração de Módulos da linha Professional Trackers, da Teltonika, para comunicação com o sistema - 1˚ Configuração via Configurador Teltonika

Modificado em Thu, 18 Apr 2024 na (o) 04:18 PM

    Esse documento tem como objetivo ser um guia simplificado de como os equipamentos da Teltonika devem ser configurados para realizar a comunicação correta com o sistema DDMX. O modelo utilizado para a criação deste procedimento é o FMB640, porém pode ser utilizado os seguintes módulos:

  • FMB640;
  • FMM640;
  • FMC640;
  • FMB641;
  • FMC650;
  • FMM650.

    O procedimento a seguir tem como objetivo explicar os seguintes pontos:

  • O que é o FMB640?
  • Descrição dos pinos e como realizar a ligação elétrica?
  • Como configurar o FMB640?


1.    Visão Geral do Equipamento


O FMB640 é um módulo produzido pela Teltonika e é mostrado na Figura abaixo.

 

Figura 1: Visão Superior do Equipamento

 

O módulo apresenta as dimensões de 104,5mm x 29,2mm x 76,8 mm.

 

Figura 2: Dimensões do dispositivo.


    Para adicionar cartão MicroSD, chip SIM e conexão da bateria é necessário remover a tampa do equipamento. O procedimento de remoção da tampa é ilustrado abaixo.

 



 

 

Figura 3: Procedimento de remoção da tampa do FMB640

    

O local de inserção do chip SIM pode ser visto na Figura a seguir com a marcação em vermelho.

 

Figura 4: Dispositivo sem a tampa superior.



2.    Pinos


    A configuração dos pinos do módulo, pode ser vista na Figura. O dispositivo apresenta 2 canais de CAN (CAN1 e CAN2), 4 saídas digitais, 

 

Figura 5: Configuração dos pinos do módulo.

    

O modulo apresenta:

    Alimentação: 10 a 30 VDC;

    2 Canais para Rede CAN (CAN1 e CAN2);

    1 Interface 1-Wire;

    4 Entradas digitais;

    4 Saídas digitais;

    4 Entradas analógicas.


As Figuras apresentam um esquemático de ligação entre o módulo e os principais itens de um veículo. Dentre as ligações, destacam-se as ligações com a bateria e com a rede CAN J1939.


 

Figura 6: Esquema de ligação FMB640


3.    Conexão com o Computador


    Primeiramente, deve-se ligar o módulo à uma fonte ou bateria usando seus pinos de alimentação, fazendo com que os LEDs se acendam.

 

Figura 7: Ligação elétrica para configuração.


 A Tabela 1 e 2 indica o significado do comportamento dos LEDs.


a.    LED de Status

Tabela 1: LED de Status                 

COMPORTAMENTO
SIGNIFICADO
Piscando a cada 1s
Modo Normal
Piscando a cada 2s
Modo Sleep
Piscando rapidamente
Atividade de Modem
Desligado
Dispositivo desligado


b.    LED de Navegação

Tabela 2: LED de Navegação

COMPORTAMENTOSIGNIFICADO
Permanentemente ligadoGNSS não recebido
Piscando a cada 1sModo Normal
Piscando rapidamenteFirmware sendo gravado no módulo
DesligadoDispositivo desligado ou em Modo Sleep


Para a conexão com o computador através do cabo Micro-USB é necessária a instalação dos drivers de USB que estão disponíveis no arquivo TeltonikaCOMDriver.exe e realizar a instalação normalmente.



4.    Configuração


    O módulo FMB640 vem configurado com os padrões de fábrica e pode ser alterado com base na necessidade de aplicação do módulo. Para que o módulo opere nos Sistemas DDMX, deve-se seguir os passos abaixo.

    A configuração é feita utilizando-se o software Teltonika Configurator. Para instalá-lo, é preciso realizar o download da pasta, em formato .zip, que contém o instalador.


 

Figura 8: Pasta com o arquivo .exe.

                

      Ao executar o arquivo, uma janela irá abrir, como a Figura abaixo, e o configurador irá começar a pesquisar por módulos conectados ao computador.


 

Figura 9: Página inicial do configurador.


    Após a conexão entre módulo e software, será mostrado na página inicial todos os dispositivos conectados ao computador. 

 

Figura 10: Dispositivo conectado ao computador.


Ao clicar em cima de um dos dispositivos o software abrirá a página de ‘Status’ do dispositivo.


4.1.1    Status

 

Figura 11: Janela de Status.


    As informações apresentadas na janela Status permitem que o usuário monitore as informações do FMB640 em tempo real. São exibidos os seguintes campos: “Device Info”, “GNSS Info”, “GSM Info”, “I/O Info”, “Tachograph” e “Maintenance”. Para que as informações do dispositivo se atualizem, é necessário que o dispositivo esteja conectado à internet e com sinal de GPS.

a.    Device Info

    Apresenta informações principais do dispositivo, como:

    Nome do dispositivo

    Versão do firmware

    Última hora de início: hora de início do último dispositivo.

    Tempo RTC: relógio em tempo real ou hora atual do dispositivo.

    Tensão de alimentação (mV)

    IMEI do dispositivo

    Armazenamento externo (usado / total): espaço livre no cartão MicroSD.

    Tempo de atividade do dispositivo: tempo de atividade do dispositivo desde a última hora de início.

    Tensão da bateria (mV)

    Status da bateria interna: Carregando/Não carregando


 


Figura 12: Device Info.

b.    GNSS Info

    Apresenta as informações principais do GNSS, como:

    Status GNSS

o    Estado do módulo: ON, GPS Sleep, modo Deep Sleep, modo Online Deep Sleep, modo Ultra Deep Sleep.

o    Pacotes GNSS: o número de pacotes GNSS que o dispositivo recebeu na inicialização.

o    Status da correção: Correção/Sem correção.

o    Fix Time: o último horário de correção GNSS.

    Satélites

o    Visível: a quantidade e o tipo de satélites visíveis.

o    Em uso: o número de satélites usados para localização.

    Localização

o    Latitude/Longitude: mostra as coordenadas do dispositivo atual e ao ser pressionada, abre uma janela com a localização do módulo em um mapa.

o    Altitude, Ângulo

o    HDOP, PDOP

o    Velocidade: velocidade atual do dispositivo.


 

Figura 13: GNSS Info.

c.    GSM Info

    Apresenta as principais informações do GSM, como:

    Status GSM

o    Status do modem

o    Estado Sim Card: Pronto/Desconhecido

o    Status GPRS: Ativado/Desativado

o    Código de operadora real

o    Nível de Sinal

    Tráfego GPRS

o    Dados enviados: a quantidade de dados que foi enviada pelo dispositivo.

o    Dados recebidos: a quantidade de dados recebidos pelo dispositivo.

o    Tráfego total: dados enviados + dados recebidos

    Informações de socket:

o    Tipo: Envio de dados AVL

o    Socket: Fechado ou domínio do servidor e porta que é usado ao enviar dados AVL via TCP/UDP.

    Registros

o    Contagem de registros enviados: quantos registros foram enviados ao servidor desde a última reconfiguração de dados.

o    Envio do último registro: data e hora em que o último registro foi enviado.

o    Hora da última resposta do servidor: data e hora em que ocorreu a última resposta do servidor.

    Contagem de SMS

o    SMS recebido: a quantidade de mensagens SMS que o dispositivo recebeu.

o    SMS enviado: a quantidade de respostas SMS que foram enviadas do dispositivo.

o    Contagem de SMS: SMS recebido + SMS enviado


 

Figura 14: GSM Info.

d.    I/O Info

    Apresenta os dados referentes as entradas e saídas do módulo.

        •    Dados de I/O: mostra os valores atuais de todos os elementos de I/O configuráveis.

 

Figura 15: I/O Infos.

   

     Para configurar o FMB640 no padrão DDMX é necessário seguir as configurações apresentadas em forma de prints de tela abaixo ou utilizar o arquivo, em anexo, de configuração. 

4.1.2    System

    Nessa aba System é utilizada para configurar os principais parâmetros de sistema do FMB640. Sendo assim, deve-se seguir a configuração indicada abaixo:


 

Figura 16: Tela System


    É valido ressaltar que, nos itens “Odometer Source settings” e “Speed Sorce settings”, caso o equipamento seja instalado com CAN, pode-se optar pela opção FMS desde que esses parâmetros sejam fornecidos pelo veículo em que o FMB for instalado. Os demais itens devem seguir o exemplo acima.

4.1.3    GPRS Settings

Nessa etapa é possível configurar o servidor e as demais configurações do GPRS.

 

Figura 17: Aba GPRS Settings


    Caso sejam utilizados 2 chips, os parâmetros “SIM2 GPRS Settings” devem ser preenchidos do mesmo modo que o realizado em “SIM1 GPRS Settings”. Os demais parâmetros devem seguir o exemplificado assim, com destaque pra as configurações de IP do servidor e APN.


4.1.4    Data Acquisition Settings

    Os modos de aquisição de dados são uma parte essencial do dispositivo FMB640 e eles também são altamente configuráveis.

 

Figura 18: Aba Data Acquisition Settings.


    Nessa etapa são configurados as taxas de transmissão do FMB (tempo, distancia, ângulo e variação de velocidade).

A Figura abaixo, ilustra cada um dos parâmetros descritos acima.

 

Figura 19: Aquisição de dados.


4.1.5    Features Settings


    Nessa etapa são configurados os principais recursos do FMB640, com Green Driving, Over Speeding etc. Novamente, seguir o exemplo abaixo:

 

Figura 20: Tela Features

    

4.1.6    Accelerometer Features Settings


    Na etapa de recursos do acelerômetro, configurar conforme Figura abaixo.

 

Figura 21: Accelerometer Features


4.1.7    IO Settings


    Nessa etapa é possível configurar quais parâmetros de entradas e saídas serão reportados ao servidor, sua prioridade e se irá ser adicionado algum operando.

  

Figura 22: IO Settings


    Por padrão, os itens que serão reportados ao servidor terão prioridade baixa. Além disso, nenhuma outra alteração deverá ser realizada. A lista de parâmetros que devem apresentar prioridade baixa é apresentada abaixo:

 

    Ignition;

    Movement;

    GNSS HDOP;

    External Voltage;

    Speed;

    GSM Cell ID;

    GSM Area Code;

    Battery Voltage;

    Battery Current;

    Total Odometer;

    DIN1, DIN2 e DIN3;

    AIN1 e AIN2;

    DOUT1, DOUT2 e DOUT3;

    Axis X, Axis Y e Axis Z;

    ICCID.

 


4.1.8    FMS IO Settings

    Nessa etapa configuramos quais parâmetros lidos pela CAN serão reportados ao sistema DDMX. 

 

Figura 23: Tela FMS IO.


Os parâmetros que devem ser habilitados, em prioridade baixa, são:

    Break switch;

    Wheel based speed;

    Engine total fuel used;

    Engine speed;

    Engine total hours of operation;

    Engine coolant temperature.


4.1.9    Manual CAN IO


    Assim como é realizado na etapa anterior, a etapa da Manual CAN IO tem o intuito de configurar os parâmetros de CAN para o FMB640. Entretanto, diferentemente do que é realizado no FMS IO, no qual basta selecionar quais parâmetros serão habilitados, o Manual CAN IO é necessário configurar o Tipo de CAN (11-bit ou 29-bit), a Máscara de Dados, o CAN ID e a Fonte de CAN. Por padrão, é utilizado a seguinte configuração:

 

Figura 24: Tela Manual CAN IO


    CAN0 – Extended (29-bit) – Byte 2 – Monitoring – FFF003FF – CAN1

    CAN1 – Extended (29-bit) – Byte 1– Monitoring – FFFEEEFF – CAN1

    CAN2 – Extended (29-bit) – Byte 4 – Monitoring – FFFEF1FF – CAN1

    CAN3 – Extended (29-bit) – Byte 1 – Monitoring – FFFEF1FF – CAN1

    CAN4 – Extended (29-bit) – Byte 2 e 3 – Monitoring – FFFEF1FF – CAN1

    CAN5 – Extended (29-bit) – Byte 1, 2, 3 e 4 – Monitoring – FFFEC1FF – CAN1 

    CAN6 – Extended (29-bit) – Byte 4 e 5 – Monitoring – FFF004FF – CAN1

    CAN7 – Extended (29-bit) – Byte 3 – Monitoring – FFF004FF – CAN1

    CAN8 – Extended (29-bit) – Byte 2 – Monitoring – FFFEFCFF – CAN1

    CAN9 – Extended (29-bit) – Byte 1, 2, 3 e 4 – Monitoring – FFFEE5FF – CAN1

    CAN10 – Extended (29-bit) – Byte 5, 6, 7 e 8 – Monitoring – FFFEE9FF – CAN1

    CAN11 – Extended (29-bit) – Byte 5 e 6 – Monitoring – FFFEF7FF – CAN1


    Ao finalizar todas as alterações indicadas, basta clicar em “Save to device” para que as configurações sejam salvas no equipamento.

 

 

   Após clicar, o equipamento estará pronto para uso.


Este artigo foi útil?

Que bom!

Obrigado pelo seu feedback

Desculpe! Não conseguimos ajudar você

Obrigado pelo seu feedback

Deixe-nos saber como podemos melhorar este artigo!

Selecione pelo menos um dos motivos
A verificação do CAPTCHA é obrigatória.

Feedback enviado

Agradecemos seu esforço e tentaremos corrigir o artigo