Como configurar um Aviso de Periférico?

Modificado em Wed, 31 May 2023 na (o) 03:57 PM

 Para o usuário criar um novo Aviso de Periférico deve selecionar a opção “Aviso de Periférico” na aba de Gestão de Campo. Ao clicar na opção, serão abertos na janela de configuração os avisos já criados anteriormente. 



    Nessa tela o usuário poderá também EDITAR um Aviso, Veículos e Apagar um Evento. Para criar um novo aviso, o usuário deve clicar no ícone " + " (Novo aviso de periférico) e preencher com as configurações específicas para geração do aviso.

    TODOS os avisos gerados poderão ser consultados no “Quadro de Avisos de Telemetria”, marcando a opção de filtro “Avisos de Periféricos”. 

 


    A configuração é dividida em etapas e a primeira etapa a ser preenchida é a etapa “1 - Veículos”. Nela, o usuário deverá selecionar, através da árvore de veículos, o(s) veículo(s) que receberá(ão) a regra configurada, conforme Figura abaixo. Nesta etapa é obrigatório selecionar pelo menos 1 veículo.

 


               Após selecionar o veículo, é necessário preencher, na etapa “2 - Criação do tipo de aviso”, os dados referentes ao aviso, de acordo com o que precisa ser analisado (entrada, saída, contador, telemetria embarcada), sendo:

 

  • Nome do Aviso: Nome do aviso que será gerado quando a situação configurada for identificada;
  • Categoria: Categoria do aviso que será gerado quando a situação configurada for identificada;    
  • Tipo de análise: O usuário deve determinar o tipo de entrada/saída que será analisada;

 

 

    De acordo com o Tipo de análise selecionada, o usuário deverá definir qual entrada ou saída será analisada;

Sendo: 


1. Entrada Analógica - Determinar qual entrada deverá ser analisada. 


 

 

2. Entrada Digital - Determinar qual das entradas deverá ser analisada.

 

 

3. Saída Digital - Determinar qual das saídas deverá ser analisada.

 

4. Entrada de Contadores - Determinar qual das entradas deverá ser analisada como contador.

 

5. Telemetria - Determinar qual dos eventos de telemetria deverá ser analisado.


Nesta etapa, o usuário deverá preencher todos os campos referentes ao aviso, pois são obrigatórios.

 

    Após preencher os dados do tipo de aviso, deve-se preencher os dados da etapa “3 - Criação das regras do aviso”. Nele é necessário especificar quais as regras devem ser atendidas para que o aviso seja gerado. Os gatilhos são:

 

  • Gatilho com análise de rampa: O usuário deverá selecionar a opção de análise por rampa (subida ou descida) quando necessário. 

 

Podendo ser:

 

Não analisar rampa: Dessa forma o sistema não leva em consideração a forma da variação do valor, sendo que sempre que uma variação for identificada será contabilizada e um aviso gerado no sistema;

 

Considerar rampa de subida: Dessa forma o sistema só irá gerar evento quando a variação identificada for por rampa de subida (Exemplo: de 0 para 1)

 

Considerar rampa de descida: Dessa forma o sistema só irá gerar evento quando a variação identificada for por rampa de descida (Exemplo: de 1 para 0)

 

A Figura abaixo ilustra as opções.

 

 

  • Gatilho com faixa de valor: Usuário deverá especificar uma faixa de valores para geração do evento, como limites inferiores ou superiores.

 

Podendo ser:

 

Maior ou igual a: O usuário deverá determinar o VALOR em que o periférico deverá ser analisado. 

 

 Exemplo: Configurando esse campo igual a 1, toda vez que o valor na porta desejada for maior ou igual ao valor 1 um evento de periférico será gerado (caso não tenha mais nenhum gatilho configurado). 

 

Menor ou igual a: O usuário deverá determinar o VALOR em que o periférico deverá ser analisado. 

Exemplo: Configurando esse campo igual a 10, toda vez que o valor na porta desejada for menor ou igual ao valor 10 um evento de periférico será gerado. 

 

A Figura ilustra os campos a serem preenchidos.

 

 

  • Gatilho de variação: O usuário poderá determinar qual o valor mínimo de variação de valor que o sistema deverá utilizar para geração do evento quando a restrição configurada for identificada.

 

Exemplo: Caso seja configurado para 0,2 o trigger, quando uma porta é analisada e sua variação for maior ou igual a 0,2 o aviso é gerado. 

 

 

  • Gatilho de duração (min): O usuário poderá determinar qual o tempo mínimo que o sistema deve utilizar para geração do evento quando este valor for atingido.

 

Exemplo: Caso seja configurado para 1 minuto o tempo mínimo, o evento só será gerado quando atingir este valor mínimo de tempo e sair dos estados de gatilho.

 

 

            

            Novamente, nesta etapa, todos os campos devem ser preenchidos de forma obrigatória.

 

    Por fim, na etapa “4 - Regras Opcionais”, deve-se estipular as regras opcionais que visam agregar outros gatilhos à regra do aviso, configurando situações específicas para os veículos, das quais são apresentadas na Figura abaixo:

 

 

  • Gatilho de Ignição: Opção em que o usuário decide se serão considerados os dados com a ignição desligada.

 

 

  • Gatilho de velocidade: Opção em que o usuário decide se serão considerados os limites de velocidade máxima e/ou mínima para geração do aviso. Caso uma das opções seja escolhida, deverá ser informado o valor da velocidade, como na Figura abaixo.

 

 

  • Gatilho de RPM: Opção em que o usuário decide se serão considerados os limites de RPM máxima e/ou mínima para geração do aviso. Selecionando uma das opções o usuário determina o valor do RPM do motor do veículo para que o aviso seja gerado de acordo com os parâmetros configurados.

 

 

  • Gatilho de áreas de exclusão: O usuário poderá determinar também em qual área específica o sistema deverá gerar o aviso. Caso queira que o aviso seja gerado em qualquer lugar, basta NÃO selecionar nenhuma área de interesse. 

 

 

  • Gatilho de geração do alerta: Selecionando essa opção o usuário determina que o aviso seja gerado no momento que atingir os parâmetros configurados e NÃO no momento que sair.

 

 

  • E-mail para aviso: Nesse campo o usuário poderá adicionar um ou mais e-mails (separados por “;”) para que os eventos sejam enviados quando gerados. Caso não seja registrado nenhum e-mail, os avisos estarão disponíveis na ferramenta de quadro de avisos de telemetria.

Exemplo: ddmx@ddmx.com.br;suporte@ddmx.com.br;engenharia@ddmx.com.br 

 

  • URL de callback: Esse campo somente deve ser preenchido houver um URL de retorno

 

 

Após configurar as Regras Opcionais, clique em "SALVAR". 

 

 

Exemplos:

 

Abaixo, seguem alguns exemplos de avisos configurados. Os exemplos apresentados se referem a situações hipotéticas e os valores utilizados nos parâmetros não se referem à uma situação real, sendo utilizados apenas com o intuito de ilustrar como um aviso deve ser configurado. 

 

A. Considerar Rampa de Subida


    Graficamente, a análise de rampa de subida pode ser vista na Figura abaixo:

 

 

Obs.: A utilização de rampa de subida pode ser utilizada para outros tipos de análise, como entradas analógicas, contadores e telemetria embarcada.

 

Sendo assim, configuramos o aviso da seguinte maneira:

            

 

 

 

B. Considerar Rampa de Descida

    Como no exemplo anterior, graficamente, a análise da rampa de descida é descrita na figura abaixo.

 

                        

Obs.: A utilização de rampa de descida pode ser utilizada para outros tipos de análise, como entradas analógicas, contadores e telemetria embarcada.

 

Sendo assim, a configuração do Aviso de Periférico pode ser feita da seguinte maneira:

 

 

 

 

C. Análise de Contadores

    

    Para esse tipo de análise, por exemplo, foi configurado um alerta que avisa quando houver um aumento de 100 pulsos em um contador, onde o seu valor acumulado está entre 0 e 100.000.000. Vale lembrar que caso seja necessário analisar uma diminuição é preciso considerar “Análise de Rampa de Descida” ou, ainda, “Não analisar rampa” quando se deseja detectar apenas uma variação, tanto positiva ou negativa. A configuração é feita da seguinte maneira:

 

 

 

 

 

 

 

 

D. Não Analisar Rampa - Situação 1

    Para exemplificar, foi configurado um alerta que monitora uma Entrada Analógica de um módulo qualquer. Nessa análise, o alerta será gerado apenas quando o valor da Entrada Analógica configurada estiver dentro da faixa de 2 e 4,5. A unidade de medida dessa faixa pode ser um valor em tensão. Isso vai depender do módulo que está sendo utilizado. Graficamente, podemos considerar que a entrada analógica receba os dados conforme gráfico abaixo:

 

Para o aviso, não foi considerado um gatilho de variação para geração do alerta. Esse valor não é padrão e deve variar para cada uma das situações. 

 

Obs.: Vale lembrar que, para o caso de análise de faixas, é importante considerar um tempo mínimo para geração de alertas. 

 

Para o exemplo abaixo, considerou-se 1 minuto para geração do alerta.

 

 

 

            No gráfico abaixo vemos que o alerta é gerado apenas na primeira vez que invadiu a faixa, considerando a regra configurada acima.

 

 

 

 

E. Não Analisar Rampa - Situação 2

    Seguindo os mesmos valores apresentados na Situação 1, agora tem-se que é preciso gerar alertas quando o valor lido pela Entrada Analógica esteja fora da faixa cadastrada, como apresentado no gráfico abaixo.

 

 

Dessa forma, a configuração desse alerta pode ser feita da seguinte maneira:

 

 

 

 

 

 

            Sendo assim, graficamente é possível ver onde o alerta é gerado.

 

 

F. Não Analisar Rampa - Situação 3

    Pode-se ainda, sem analisar rampas, configurar um alerta para analisar o estado lógico de uma Saída/Entrada Digital. Para o exemplo, necessita-se analisar quando uma Entrada/Saída Digital apresenta nível lógico 1, no qual ela apresenta o seguinte comportamento:

    Sendo assim, o alerta deve ser configurado para verificar se a Entrada está em nível lógico 1. A Figura abaixo, mostra como esse aviso deve ser configurado.

 

 

 

Graficamente, os alertas são gerados nos pontos indicados.

 

 

G. Não Analisar Rampa - Situação 4

    Nesse exemplo é criado um alerta para quando o nível de combustível estiver menor que 10L por um tempo maior que 30s. O comportamento do nível de combustível pode ser visto na figura abaixo.

 

 

            Configurando o alerta, temos:

 

 

 

 

Graficamente, o alerta é gerado no momento indicado na figura abaixo.


                

Este artigo foi útil?

Que bom!

Obrigado pelo seu feedback

Desculpe! Não conseguimos ajudar você

Obrigado pelo seu feedback

Deixe-nos saber como podemos melhorar este artigo!

Selecione pelo menos um dos motivos
A verificação do CAPTCHA é obrigatória.

Feedback enviado

Agradecemos seu esforço e tentaremos corrigir o artigo